Google+ e seus milhões de fantasmas

Google revelou que já passou da marca da 170 milhões de usuários registrados no serviço Google+, isso é importante? do jeito que o Google implementou o serviço? não!

O Google+ é um exemplo clássico de como NÃO começar uma rede social. A forma como a rede foi colocada, inicialmente com convites restritos para aguçar a curiosidade de todos e agora, agora que o serviço está disponível a todos, os números aumentaram de maneira estrondosa, dando a parecer que o serviço está indo de vento em popa.

Mas não é bem assim. O que o Google não fala é que um usuário registrado não necessariamente é um usuário ativo, ou seja, eu posso até ter conta no serviço, mas entro raramente ou nunca, e nunca posto nada, só dou uma olhada rápida e saio.

O Google+ é um fiasco? não sei, a empresa não divulgou nenhum número além da quantidade de usuários registrados. O último número relativo a utilização foi quando o serviço alcançou a marca de 90 milhões de usuários, foi divulgado um engajamento de 60%.

Mas quando o Google vai dizer quantas pessoas realmente utilizam o serviço? digo, assim como as pessoas usam o Facebook, comentando fotos, divulgando aquelas fotos engraçadas do 9gag, façendo hora com torcedores de time de futebol? Será que é tão difícil assim??? Não creio.

Aparentemente para o Google usuários ativos são aqueles que usam qualquer coisa dentro do seu “ecossistema”, ou seja, comentários e visualizações dos vídeos do youtube, busca, downloads da Play Store, ou seja, qualquer produto Google torna você um usuário ativo do serviço.

Resumindo, eu acho que o Google+ não é um sucesso, e enquanto o Facebook no seu melhor, o serviço não vai vingar, é muita informação, não temos condições de gerar uma massa tão grande de conteúdo. Se bem que podíamos transformar o Google+ no novo Orkut, heim? com todos os recursos lindos que todos adoram! ehehehehe.

Vou deixar de falar besteira, deixo com vocês um texto que explica bem a prática do Google e como ela gosta de mostrar seus números:  If Google’s Really Proud Of Google+, It Should Share Some Real User Figures

Até a próxima

1 comentário sobre “Google+ e seus milhões de fantasmas”

  1. Até acho que você tem razão quando falou do ‘ter uma conta’ que é diferente de usar a rede. Acho que a Google fez um bom papel em liberar o uso da rede por convites pois a ação de ‘como é’ ainda faz um bocado de pessoas quererem usar a rede e o Orkut também foi assim.
    Outra coisa que vejo como positivo do G+ é poder falar por vídeo com varias pessoas ao mesmo tempo, considero isso um ótimo argumento para usar o serviço e interagir entre pessoas. Claro que há pontos negativos e outros idiotas mas em todo serviço há.

Deixe uma resposta